domingo, 18 de maio de 2008

AMOR PROIBIDO


CAPRICHO ITALIANO

Guida Linhares


Do amor que sinto por ti, pouco a pouco me afastarei.
Serás como um querido amigo, para sempre abençoado.
Mas o teu amoroso coração jamais usurparei.
Tens uma dona que te ama e por ela és apaixonado.

Busco o amor tanto quanto o ar que respiro.
Quero de novo beber da taça o licor da vida.
Quero me entregar completamente num suspiro,
a um homem para quem eu seja por demais querida.

És um amor proibido e quero muito te ver feliz.
Por isso, quando se ama se concede sempre a liberdade.
Embora tenham sido dias e noites de um saboroso matiz,
você tem razão. Preciso mais! Preciso ser amada de verdade.

Preciso de alguém que me olhe nos olhos e neles eu me afunde.
Que me tome em seus braços e neles eu desmaie de prazer.
Preciso muito do toque de pele, de um prazer que me inunde,
e me faça sentir não só desejada, mas a mais amada mulher.

Do amanhã nada se sabe e nem das tramas do destino.
Se a morte chegar antes que algo surja de diferente,
quem sabe numa próxima vida, o badalar de algum sino,
saudará um amor do passado, que se tornou presente.


Santos/SP

4 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Guida, acabo de ler um belíssimo poema de Amor... De uma mulher que sabe o que quer e como quer... Adorei!!!
Descobri o seu blogue pela passagem, do Zé Carlos... se me permite, a visitarei mais vezes!...
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Essência Brasileira disse...

Olá minha querida Guida
Olha eu por aqui e apreciando cada momento de romantismo que exala por este lindo e doce cantinho.
Muito lindo seu poemas e quanto romantismo, menina!! Parabéns!!

Tenha uma maravilhosa noite e fique com Deus... Beijos... Sil

Essência de amor disse...

Guida, estou amando seu espaço tão romântico qto eu.Lindo pema, parabéns!!! Já te favoritei...
Tenha uma linda tarde de quarta...bjão...f@

MARQUINHOS POESIA disse...

QUE DELICIA DE POEMA, LINDO ALTEZA, BJS