sexta-feira, 2 de abril de 2010


PÁSCOA FELIZ
Guida Linhares

P* az na terra sempre
A* spiram os corações
S* erenam-se as ânsias
C* oroam-se as boas novas
O* rnamentam-se as mesas
A* legram-se as almas

F* é na palavra cristã
E* ivada do mais puro amor
L* ibertando as amarras do sofrer
I* nspirada por Cristo na Ressurreição
Z* elando por toda a humanidade

quinta-feira, 1 de abril de 2010


CRISTO JESUS
Guida Linhares

Em meu coração moras
em todas as horas do dia.
A ti confio meu ser
de sonhos e de alegria.
A tua missão de amor
o mundo conheceu,
a tua lição de dor,
muita gente esqueceu.
No ato que em si encerra
do que o homem é capaz,
se tu voltasses à Terra,
em derradeira missão de paz
serias crucificado em guerra,
longe dos campos da paz.
O povo massificado de crenças
sobrevive à mingua dos dias,
trabalha, luta muito,
sem esperanças
sem fé consolidada,
sem alegrias.
Decerto não Te reconheceriam
e tuas palavras
não seriam ouvidas,
pois eles de certo estariam
ocupados apenas com as próprias vidas.
Mesmo assim
que o futuro Te aguarde,
descido em carruagem de luz.
Que na chama que do peito arde,
no coração de homens
e mulheres de boa vontade
brilhe a glória do Mestre Jesus
envolto em seu consagrado
manto de luz.

Publicado no Recanto das Letras em 03/08/2009
Código do texto: T1733801

quarta-feira, 31 de março de 2010


56-OLHOS NEGROS

Quero mergulhar em teus olhos,
negros como a imensidão da noite.
E neles me perder em definitivo!

Guida Linhares

Participação na Ciranda de Poetrix "OLHOS NEGROS" hospedada no site

http://www.tekanascimento.net/ciranda_poetrix_olhos_negros_luiza_sampaio.htm


terça-feira, 30 de março de 2010


DOCE CANTIGA
Guida Linhares

Foi no aconchego dos teus braços,
que ouvi a mais doce cantiga,
suave harmonia sem contratempos.

No envolvimento dos teus abraços,
senti a mesma ternura antiga,
livre de todos os lamentos.

Fazia muito tempo que os laços
não me atavam. Voce disse: - Me siga
e eu encontrei a mim mesma, por momentos.

Afinal tudo o que em você rechaço
torna-se estranho. pois meu coração grita: - Prossiga!
- Dê mais uma chance, sem mágoas nem ressentimentos.

Quem sabe, seremos felizes ocupando os espaços
que nos atam e no amor fazem a liga,
deixando florescer os mais sublimes sentimentos.