quarta-feira, 3 de junho de 2009



FIM DE SONHO
Guida Linhares

Mais um dia se acaba
e meu sonho contigo se dispersa,
a cada dia mais e mais.
Não há violetas na janela,
nem mais convites ao entardecer...
O sol desmaia por detrás da serra,
e o dia termina sem nosso cúmplice olhar.
Aos poucos as ilusões foram empalidecendo,
e nem importa mais ouvir a canção
de que tanto gostávamos...
Talvez seja melhor assim...
eu sem você e você sem mim.
Afinal os melhores sonhos
também chegam ao fim!

Em 15/04/09

&&&

COMO É BOM RECOMEÇAR
Guida Linhares

A vida é sempre um constante recomeço,
a cada dia um novo amanhecer,
e com ele novas possibilidades,
de ser feliz de novo, de acender a magia
do amor e das probabilidades.

Quase sempre ao atravessar a noite escura,
nos perdemos na imensidão do céu
a procurar estrelas luminosas,
que nos façam sorrir novamente.

E não mais que de repente,
surge uma nova perspectiva,
numa estrelinha que ousa
sair do lugar de sempre
e deitar luz e alegria,
num passe de pura magia.

Óh estrela bendita, que guia
os corações aflitos, e que ilumina
aqueles seres de alma sadia,
que tem olhos de ver ternura,
que tem vontades e sonhos mil.
que tem sede de amor ventura.

Olha-se a lua emotiva e bela
e sente-se na intranquila alma
mil sonhos que se desmoronam
num viver em que se perde a calma.

Mas vem alguem de tão longe,
tão simples e tão verdadeiro,
que colhe a estrela do céu,
que estende a mão para a lua,
e traz ambas para junto de ti
e te deixa novamente inteiro.

E te fala doces palavras e
te eleva o coração e o ser
e te faz sentir novamente
a plena ventura de viver.

-0-0-0-


OTIMISMO
Guida Linhares

Nesta travessia que é a existência
as escolhas se fazem indo à pura essência,
do íntimo do ser às circunstâncias do ambiente.
Tudo é parte: passado colhido e semeadura do presente.

O ruim muitas vezes pode parecer errado,
contudo em suas águas há todo um aprendizado.
Assim, quando o bem maior se aproximar de mansinho,
chegará até nós e nos preencherá de carinho.

Sob a luz do sol
desperto em matizes do arrebol
o Otimismo se desvelará a olho nú, radiante,
para o ser que sabe que a vida é o instante.

Santos/SP
ESTIAGEM
Guida Linhares

Longo caminho de estio,
onde não sinto mais o teu calor.
No inverno da alma,
ressecados galhos de sonhos,
se abraçam numa última tentativa,
de que surjam viçosos brotos,
que poderão florescer talvez quem sabe,
numa próxima primavera,
de um ano qualquer,
se ainda houver tempo.
Mas a esperança cansada
já não sente mais forças para vibrar,
diante da inclemência do tempo.
Tudo o que agora procura,
reflete um lugar de paz para morar,
aquietando o coração.
Contudo a caminhada ainda se faz longa,
e as árvores já não fazem sombra,
até mesmo porque o sol se mantém escondido,
sem a magia das cores do arrebol.
Quando acaba esta longa estiagem?
Quando nada mais houver para celebrar?
Quando o sopro de vida estiver por um fio,
e apenas as lembranças de um tempo feliz,
serão as companheiras a fecharem os nossos olhos,
para que talvez, possamos quem sabe, voltar a sonhar.

Santos/SP/Brasil

***