sábado, 22 de maio de 2010



ALMA GÊMEA
Guida Linhares

Te procurei tanto nesta jornada,
que já está quase chegando ao fim.
Já não te esperava e mais nada,
fazia delirar tantas partes de mim.

Até que um dia você chegou,
com teu jeito franco e carinhoso.
E por tantas vezes você buscou,
me atrair, num envolvimento gostoso.

Mas eu andava meio distraída,
borboletando em outros jardins.
Até que encontrei a saída,
em desencontros de partes de mim.

E nem sei porque a tua imagem,
começou a ganhar a exata dimensão,
de não ser uma simples miragem,
e atraiu meu inquieto coração.

Chegando pertinho de ti, pude perceber
que dentro se escondia um homem romântico,
cheio de amor para dar e oferecer
um sonho adorável, um milagre quântico.

Fico emocionada só de pensar,
que nem te conheço ainda ao vivo e a cores,
e já me sinto em pleno mistério de me encantar
quando te aproximares, me trazendo flores.

Um sublime amor que atravessou os tempos,
gravado na memória da eternidade,
e que apenas espera não morrer ao relento,
saudoso de todas as vidas vividas de verdade.

Afastados neste tempo e espaço,
nos tornamos como dois caracóis,
fechados na carapaça das desilusões.

Mas eis que surgiram mais de mil sóis,
aquecendo nossos resilientes corações,
nos atando com ternura e carinho, no mesmo laço!

Santos/SP/Brasil

&&&

Crédito da Imagem: Almas Gêmeas - Pedro Sabia - Óleo s/tela
(Google Images)



segunda-feira, 17 de maio de 2010


UM MOMENTO SÓ NOSSO
Guida Linhares

Há momentos em minha vida,
que gostaria de estar só contigo,
ao vivo e a cores, em qualquer lugar.
Num jardim florido passeando,
contemplando a natureza,
ou na praça sentados a prosear,
comendo pipoca ou tomando sorvete,
felizes de estarmos compartilhando
um momento tão desejado.
Poderíamos sentar num barzinho,
erguendo o copo, num brinde à doce amizade!
Ou andar pela noite adentro,
contando as estrelas, enfeitiçados pelo luar,
esbarrando em nuvens de sonhos.
Não importa onde estaríamos,
mas sim, termos nos conhecido,
sentindo nossos afetos em abraços
e o aconchego da nossa ternura,
sempre tão intensa nesta
janelinha do mundo.
Era isso que eu queria...
um momento só nosso!