terça-feira, 20 de julho de 2010


CHAVES DO CORAÇÃO
Guida Linhares

Roubaste as chaves do coração,
e não queres me devolver.
Te sentes o poderoso nas fantasias,
que teimas em me envolver.

Na selva em que tu vives liberto,

és alguém que reina com sabedoria.
Assim não podes deixar decerto,
que meu ser vague em tua utopia.

A coroa que te cinge a cabeça,

mostra a realeza do teu coração.
Portanto deixe que eu me restabeleça,
e possa viver uma nova paixão.

Nas mãos trago um cajado brilhante,

no olhar uma profunda melancolia,
busco um amor, alguém constante,
que faça vibrar o coração em sincronia.

Devolva as chaves que são minhas,

para que eu possa viver nova emoção.
Muitas aventuras no mundo tu acarinhas,
porém o teu reino, não é o meu coração.

Santos/SP/Brasil

19/11/06