domingo, 9 de maio de 2010



APENAS POR AMOR
Guida Linhares

Apenas por amor,
a mãe passa noites em claro,
ao lado do filho febril.

Apenas por amor,
se fica com o doente amado,
deixando o lazer de lado.

Apenas por amor,
sacrificamos algumas coisas,
em prol daqueles que amamos.

Apenas por amor,
perdoamos incondicionalmente,
mesmo quem nos fere mortalmente.

Apenas por amor,
aprende-se a olhar o mundo,
com os olhos da tolerância e bondade.

Apenas por amor,
dedicamos horas do nosso dia,
a uma causa altruísta.

Apenas por amor,
acolhe-se o próximo,
agradecendo a Deus, as dádivas.

Apenas por amor,
vivemos cada momento,
resgatando a inocência da criança.

Apenas por amor,
contempla-se a natureza,
com a plenitude de Deus no coração.

Apenas por amor,
o Bem do mundo sobrevive,
nos braços da Fé e da Esperança.

***

Picture by Josephine Wall

Um comentário:

Manuel Pereira disse...

Um perfume ver o que escreves com muita ternura. Que felicidade ser possível comentar
Bjnhsssss
Manuel José