terça-feira, 9 de março de 2010


EI MULHER...
Guida Linhares

Ei mulher, num afunda não...
Respira fundo e vai à luta.
Pensa no que gostarias
realmente de ser e fazer.
Pensa em todos os sonhos
que estão naquela gaveta..
Enterraste a chave? Procura...
abre a gaveta e joga tudo
em cima da cama...
Põe um cd de preferência
aquele "Vitoriosa" do Gonzaguinha,
e começa a vasculhar
teus tesouros enterrados,
tuas propostas de futuro,
tantas vezes postergadas;
teus devaneios de amor,
muitas vezes atravessados;
tuas esperanças vazias,
que emboloraram no tempo.
Não vale a pena
revoltar-se e fazer coisas
contrárias à tua natureza!
Não vai te trazer alegria,
e quando deres conta disso,
te sentirás muito mal,
e o que é pior, contigo mesma.
Nada se deve fazer,
contra nós mesmos,
que seja para afrontar,
ou provar alguma coisa,
a quem quer que seja.
Quem não nos valoriza,
não merece sequer
nossos pensamentos.
Apenas merece a indiferença,
o seguir sózinho o seu caminho,
encontrando os que lhe são afins.
As pessoas que realmente nos amam,
aceitam nossos defeitos e qualidades,
e sabem valorizar o relacionamento,
seja de amizade ou de amor.
Amar a Deus sobre todas as coisas
e ao próximo como a ti mesmo,
não te exclui e se você se amar,
saberá reconhecer teus valores,
e talvez nem precise de ninguém
que o reconheça em você mesma.
A vida é uma partilha em que,
da mesma forma que doamos,
de idêntica maneira recebemos
os nossos quinhões de amor.

08/03/07

Nenhum comentário: