domingo, 17 de janeiro de 2010


VOZ DO VENTO
Guida Linhares

A voz do vento sopra o teu nome,
deliciosamente aos meus ouvidos.
E na doce saudade que me consome,
lembro dos momentos acontecidos.

E vago o pensamento em sintonia,
atravessando o mar que nos separa,
chegando até você como ventania,
invadindo cada canto da tua seara.

Quisera ser uma ave e poder voar,
para aplacar de vez esta saudade.
Ver teus olhos risonhos a me fitar.

Mas apenas o vento traz a felicidade,
quando vem ao meu rosto acariciar.
Ele me traz você e a tua serenidade.

Santos/SP/Brasil


Nenhum comentário: