terça-feira, 12 de janeiro de 2010



MEU AMANHECER...
Guida Linhares

Abro as janelas do meu bangalô
a cada novo amanhecer
e aspiro o ar fresco com força
me alimentando de sua energia pura.

E uma a uma todas as janelas
vão sendo abertas até o quintal
e lá vejo o sol entrando por
entre as lâminas do zetaflex

Saudo o rei sol e peço a ele
que me dê energia e calor
para que eu possa viver o dia
plena de paz, alegria e amor.

Chego na telinha e abro
a janela do mundo...
aquela que me faz plugar
com mentes e corações,
que preenchem minhas horas de folga
e me trazem alegria e dulçor.

Enquanto meu cpd se espreguiça
em suas inicializações,
vou ao meu laboratório alquímico,a cozinha,
território amado e abençoado,
onde logo se aspira o aroma gostoso
de um delicioso cafézinho no ponto.

Pão com manteiga e café no copo,
bem cedinho, seis horas da manhã,
sento à frente da janelinha universal
e começo a navegar nas asas
da amizade e da poesia.

Abro a caixa de mensagens
sempre em constante ebulição...
Nunca consigo dar conta da demanda,
também quem manda,
ser tão gregária e curiosa
e assim de norte a sul chegam emails
de pessoas com virtual presença carinhosa.

Por isso amigo(a) cibernético(a)
preciso tanto de você.
Para que meu amanhecer continue lindo,
meu entardecer cada vez mais bucólico
e o anoitecer cheio de esperanças,
de paz, de amor e de alegrias,
compartilhadas por tantos corações!

Santos/SP/Brasil

&&&

Um comentário:

Sara Guimarães disse...

Olá, minha poetisa preferida do século XXI!

Seus poemas enfeitam e dão atenção poética de tal maneira ao cotidiano que contagia! PARABÉNS!

O seu blog está com um layout lindo!

Fique com DEUS!

Um grande abraço da Sara.