quinta-feira, 8 de maio de 2008

Marcas do Tempo
Guida Linhares
Às vezes nem tanto,
o viver é um encanto.
Mas traz em seu tempo,
uma certa medida,
de alegria e de pranto,
quem sabe um amor,
num doce acalanto.
No relógio que marca
as horas corridas,
num ponteiro velóz,
do tempo um algóz,
sentimos a vida
esvair-se em nós,
em estações vividas.
Se as rugas do rosto
são marcas do tempo,
as chagas na alma
são feridas profundas,
que trazem o saber
fortalecendo o ser,
em evoluções fecundas.
A busca da felicidade,
constrói mil sonhos,
em qualquer idade.
Buscar a si mesmo,
conhecer-se melhor,
estimar-se o bastante,
faz o ser ir avante.
Sentir que o mundo
gira lá fora.
Que há um sentir profundo,
que embala as horas.
Que não se está sozinho
quando no coração
habita o carinho.
Santos/SP
08/03/07

3 comentários:

Sueli do Espírito Santo disse...

Olá Guida, finalmente pude vir conhecer teu blog e só tenho que parabenizá-la pela beleza que aqui encontrei.
com cairnho
Sueli

Sara Guimarães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sara Guimarães disse...

Guida:

Ameiiiiii!!!!!!!!
Romântico e possuidor de dinamismo!!!!!

Beijos,
Sara.