domingo, 6 de abril de 2008

Série: Amigos do Coração














OBSERVADOR DE ALMAS

Guida Linhares

Para você que sabe como ninguém,
observar a suavidade das almas femininas
Aqui em rabiscos, faço meu poema refém
do sensível brilho das pérolas pequeninas.

Para você que ama a música e a cultiva;
que conhece os seus meandros e caprichos.
Que conduz os sons pela batuta sensitiva,
fazendo com que ressoem no éter como coriscos

nas suaves melodias carregadas de emoção.
Ao sabor das claves, figuras e andamentos,
transcendendo a mais sublime vibração,
a atmosfera exala os mais nobres sentimentos.

No mesmo patamar observas todas as almas.
Que gravitam lépidas ou serenas no teu entorno.
A todas elas concedes teu carinho e palmas.
Na graça da palavra revelas o teu contorno.

Assim quando dizes que uma alma é bela,
há que se ter nisso todo um crédito.
Tens os olhos puros de sentinela,
a suavizar as agruras do ser em débito.

Louvado sejas, neste teu sentir fraterno.
Que a todos acolhe com uma doce palavra.
Que sejas o amigo sempre terno e eterno,
a nos encantar com os versos da tua lavra.

Que mesmo entre espinhos e amarguras,
conserves o teu coração sempre carinhoso.
Que sejas sempre um farol de ternuras
a nos afagar em cada momento venturoso.

Santos/SP - 20/02/08


http://www.guidalinhares.net

Envio poesias formatadas >
guidalinhares@gmail.com



Nenhum comentário: