quarta-feira, 15 de abril de 2009


NA MAGIA DO TEMPO
Guida Linhares

Tenho andado sem tempo,
para pensar em qual momento,
eu deixei que tudo acontecesse,
e hoje me tornasse alguém
completamente fora do tempo.

Se o ontem ainda me leva a passear
por jardins com madressilvas perfumadas,
olhos nos olhos, contigo de mãos dadas,
meus olhos marejam e o tempo
apenas me mostra um recorte da felicidade,
do ontem que já passou faz tempo.

Então penso que no amanhã
comtemplarei outros jardins tão formosos
quanto os de ontem, e quem sabe talvez
ainda de braços dados com alguém,
que assim como eu, goste da quietude
dos jardins mágicos e encantadores,
que se perpetuam no coração do tempo.

Mas sinto que a passagem que se marca,
a cada segundo da existência,
enquanto a areia desce na ampulheta,
traz o profundo sentido que habita
no âmago de cada ser.

Talvez seja esta a única certeza,
que faz com que o tempo seja considerado
um grande mestre, porque acima de tudo ele permite,
que se resgate aquilo que se deixou ficar ao longo do tempo.

E o melhor de tudo, é que ainda se pode contar
com um novo tempo, para continuar a escrever
a estória da vida, enquanto o relógio não cessa
de marcar as horas no calendário cósmico.

Santos/SP - 05/04/09



Nenhum comentário: