segunda-feira, 9 de junho de 2008

ARTE E VERSOS



AMORES PERFEITOS
Guida Linhares

Em um tempo há muito distante,
munida de pincéis e tintas coloridas,
pintei os amores perfeitos.

Uma gravura serviu de modêlo,
para o desenho, esboço da pintura.
E no mais, a criatividade reagiu à altura.

Naquele tempo tudo era diferente.
Havia um alguém partilhando os dias,
havia amor, companheirismo e harmonia.

Mas a vida é um enigma a ser desvendado.
E quando tudo parecia tão certo,
o sol se fechou, fez-se a aridez no deserto.

Bifurcação, novos caminhos.
Cada um seguiu seu rumo, seu destino,
tornando vazio e tristonho o ninho.

Quando olho as flores imortalizadas,
por tintas e pincéis num tempo harmonioso,
volto ao passado e sinto você ao meu lado.

Embora hoje vivemos em lugares distantes,
conservei cada foto e cada recordação,
e quando bate a saudade, aquieto o coração.

Santos/SP - 09/06/08 - 10:28 hs.


***

Nenhum comentário: